Perdeu playboy.

fevereiro 24, 2019

➡ Confiram o vídeo na íntegra lá no canal, curtam e se inscrevam!  https://youtu.be/GBoxoGFnxJY





"Redes que nos cercam. Redes que nos prendem. Redes que nos sufocam. Tentando escapar da solidão, terminamos mais sós, e com medo da solitude antes tão amiga. Todo o poder da escolha tão sólido em nossas mãos em um momento, se esvai como o Hélio, apenas nos fazendo rir com vozes engraçadas. Relações líquidas, já diria Baumman. É tão normal dizer não temos nada. Perdemos conceitos, e aos poucos nossa humanidade. Brincando com sentimentos como se fôssemos crianças inocentes, não sabendo definir o que se sente, insegurança, maledicência, vaidade? Cultivando diversos jardins sabendo da incapacidade de permanecer regando todos. Sem culpa vemos as flores murcharem enquanto arrancamos aleatoriamente mal-me-quer, bem-me-quer. Vicia alimentar o ego, na facilidade de elogios vazios. Esperando uma overdose da alma. Cair em si com um despertar? Seguir vazios até estarmos ocos? A felicidade era uma arma quente. Hoje ela é o alvo. Mataram o amor, e foi o Tinder."


➡Fiz essa prosa poética depois da conversa com a psicóloga sobre o qual falo no vídeo. Eu defendo quem queira fazer o que quiser através dos apps de relacionamento contudo é fato que esta nova forma de se relacionar tem deixado tudo mais superficial, líquido... Pra pessoas sensíveis como eu realmente não serve, porém pra quem quer se banhar nessa maré do amor líquido porque quem tá na chuva é pra se molhar, ótimo rs

 ➡ Finalmente consegui postar o vídeos, antes tarde do que nunca né rs a qualidade está inferior e não muito bem editado por conta deu precisar fazer sem meu celular e o da minha mãe não pega o queridinho kinemaster. Espero que em breve possa voltar a programação normal rs.

You Might Also Like

0 Comments

obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no Instagram @caleidoscopiode.ideias

Catadores de cacos